Marcello Veríssimo

Enxugar gelo. Embora a Polícia Militar retire os traficantes das ruas e os mande para a cadeia, a Justiça e os governos estadual, municipal e federal tem que estar em sintonia em mantê-los na prisão.

De acordo com fontes policiais ouvidas pela reportagem, o pequeno traficante, que vende sua mercadoria nas ruas é apenas o “elo mais fraco” na pirâmide do crime organizado, e geralmente é ele quem acaba atrás das grades.

Na noite desta terça-feira (26) um jovem traficante, 17, foi apreendido por ato infracional de tráfico de entorpecentes, no Perequê-Açu, região central de Ubatuba.

O flagrante é do 20BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior), responsável pelo policiamento preventivo e ostensivo nas cidades do Litoral Norte. De acordo com a polícia, o jovem tentou fugir ao perceber a proximidade da viatura, mas acabou detido.

Com ele, dentro dos bolsos da calça que usava, foram apreendidos 10 pedras de crack, cinco pinos de cocaína e R$50.

Sem saída, ele confessou que vendia drogas no local e revelou que o seu “mocó”, local onde guardava o resto das drogas, era um carro abandonado que estava na rua.

Embaixo do veículo, os policiais encontraram uma sacola com mais 105 pedras de crack, 26 buchas de maconha e 28 pinos de cocaína.

O traficante foi levado para a delegacia e permanece à disposição da justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *