Marcello Veríssimo

A 5ª Companhia de Polícia Militar Ambiental Marítima, ligada ao 3º BPAmb (Batalhão de Polícia Ambiental) divulgou nesta terça-feira (2) o balanço de apreensões do peixe Bagre, espécie que até recentemente estava no período de do defeso, que é o tempo em que a pesca ou venda de algumas espécies ficam proibidas enquanto elas se reproduzem.

Neste ano o defeso começou no dia 1 de janeiro e terminou no último dia 30 de março.

De acordo com a polícia, ao todo, 27 quilos da espécie foram apreendidos, provenientes da pesca, armazenamento e comércio ilegal durante o defeso. Os policiais também conseguiram salvar a vida de mais de 30 exemplares da espécie foram “desemalhados” vivos nas redes de pesca irregulares, e devolvidos ao mar.

Prisões – Nesse período quatro pessoas foram autuadas, além de seis Autos de Infração Ambiental foram lavrados, em mais de R$12,6 mil de multas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *