Marcello Veríssimo

O Ministério Público, em Caraguatatuba, informou no final da tarde desta terça-feira (23) que a operação “Cultura em Ruínas”, deflagrada em parceria com a Polícia Civil apreendeu R$10 mil, três notebooks, 10 telefones celulares, além de 2 CPUs, 3 HDs externos, notas promissórias, pendrives, cartões de memórias e diversos documentos.

De acordo com o MP, o objetivo é combater crimes de peculato e lavagem de dinheiro que teriam sido praticados supostamente por funcionários públicos da prefeitura e da Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba).

A operação mobilizou 23 policiais, divididos em oito viaturas. De acordo com o promotor de Justiça Renato Queiroz de Lima, também foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão. O esquema funcionava por meio da emissão de notas frias.

O MP informou que o Poder Judiciário também determinou o bloqueio dos investigados como imóveis e carros.
Informações dão conta que apenas um dos envolvidos no esquema teria desviado mais de R$ 2,5 milhões das contas da fundação entre os anos de 2019 e 2023.

Para se ter uma ideia da grandiosidade na movimentação, somente no ano passado o orçamento foi de cerca de R$ 6 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *