Marcello Veríssimo

A Polícia Civil, em Caraguatatuba, já sabe a identidade dos assassinos do jovem, 23, que foi espancado até a morte, no último sábado (20), no Travessão, região sul do município. A investigação do crime é realizada pelo 1°DP do bairro Porto Novo.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu depois de uma briga entre mãe e filho. O rapaz não queria que a mãe trabalhasse em uma adega do bairro.

A mãe, 38, está presa pois segundo a polícia foi ela quem mandou três criminosos darem um “salve” no próprio filho. A intenção da mãe era dar um corretivo no filho, que caiu em uma emboscada.

De acordo com a polícia, a mãe trocou mensagens com os bandidos. A conversa mostra que ela ficou incumbida de atrair o filho até sua casa onde os três já estavam esperando a vítima na rua.

Moto – A vítima chegou ao local de moto na companhia da esposa. Ele foi rendido pelos três assassinos com socos e pontapés.

O rapaz ainda tentou fugir, mas não conseguiu escapar e foi encontrado morto pela esposa no começo da manhã de domingo (21) numa casa abandonada no bairro com vários ferimentos pelo corpo.

A polícia já tem fotos e o nome dos suspeitos, sendo um deles, com 28 anos e já qualificado no inquérito policial.
Um dos bandidos era amigo da vítima, segundo a polícia.

Com a prisão do trio, a polícia espera confirmar o conteúdo das mensagens que constam nos telefones celulares apreendidos.

A mãe, que seria a mandante do crime, está presa desde o domingo (21). A polícia segue apurando o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *