Marcello Veríssimo

A Polícia Civil, em São Sebastião, investiga o ataque a um cão labrador que foi esfaqueado na Vila Sahy, costa sul do município, no dia 22 de abril.

De acordo com a polícia, o suspeito de ser o autor do crime já foi identificado. O caso foi registrado no 2 Distrito Policial, em Boiçucanga, que instaurou inquérito para apurar o caso.

A morte do labrador Thor revoltou a comunidade. A coordenadora dos grupos de proteção animal na região, Júlia Almira, disse que o animal estava com quatro anos e vivia pelas ruas da Vila Sahy, sem um tutor responsável. “Era cuidado pela maioria dos moradores da região que tinham um carinho especial por ele”, disse a coordenadora dos grupos “Adote um Caiçara” e “Neguinho Cambury”.

O crime – De acordo com a polícia, era noite do dia 22 de abril quando um dos moradores do bairro atacou Thor com golpes de faca na região do pescoço do animal, que chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Ao ser detido, o homem chegou a dizer que foi atacado por Thor, mas testemunhas disseram que o ataque aconteceu de repente sem qualquer motivação. “O agressor é um homem com histórico de violência e agressão. E os ataques foram direto no pescoço do cachorro”, afirma Júlia, que é estudante de medicina veterinária.

Laudo da clínica que atendeu o labrador diz que o animal sofreu ferimentos graves, como ruptura da jugular carótida e perfuração da traquéia medial. “Mesmo com suturas e procedimento cirúrgico, o paciente continuou com perda massiva de sangue e evoluiu para parada cardiorrespiratória”, dizem os veterinários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *