Este domingo (5) foi marcado pelo embarque de agentes da Defesa Civil de São Sebastião, da Secretaria de Segurança Urbana (SEGUR), em direção às cidades de Estrela e Santa Cruz, no Rio Grande do Sul. Eles vão integrar a missão humanitária do governo do Estado de São Paulo em ajuda às vítimas da maior tragédia climática já vivenciada pela população gaúcha.

Até às 18h, segundo o governo gaúcho, foram confirmados 78 mortos e quatro estão em investigação, há 105 desaparecidos em todo o Estado e 371 municípios foram afetados, o que representa cerca de 80% das cidades do Rio Grande do Sul. São, ainda 175 pessoas feridas, 18.487 em abrigos, 115.844 desalojadas e 844.673 pessoas afetadas.

Antes da partida das equipes sebastianense, elas foram abençoadas pelo pastor Élbio Rodrigues e o padre Alessandro Coelho em uma corrente de orações. O prefeito Felipe Augusto e o vice-prefeito, Reinaldinho Moreira, fizeram questão de falar com eles.

“Vocês vão atravessar dois Estados (Paraná e Santa Catarina), uma estrada perigosa, que é a Régis Bittencourt e vão ter muito tempo, provavelmente para ajudar e apoiar nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Estaremos na retaguarda dando o apoio que for necessário. Isso é o mínimo que podemos fazer pelo nosso país que tanto nos ajudou naquela tragédia de 19 de fevereiro de 2023. Nós sabemos o que os brasileiros do Rio Grande do Sul estão passando. A equipe vai unida e retorna unida e espero que seja com sucesso na missão”, destacou.

Ele ainda agradeceu todos que se voluntariam para seguir em viagem e os que estão na retaguarda, para que não só ajudem, salvem os necessitados, mas que cuidem das próprias vidas. Vocês estão indo para uma tragédia sem precedentes na história do país, ainda há alertas de evacuação de áreas. Estamos somando esforços e esse é meu agradecimento”.

O vice-prefeito Reinaldinho Moreira lembrou da importância da segurança de todos, que possam abraçar àqueles que precisam, até porque todos passaram por situação semelhante, com palavras de conforto, era um incentivo. “Muita gente queria estar no lugar de vocês, mas os capacitados foram vocês e que possam usar essa capacitação para ajudar o povo do Rio Grande do Sul, mas principalmente dar um carinho e o amor que eles precisam. Estão ali, com certeza precisando de mais uma atenção humana, que é o que vocês podem levar. Boa sorte a todos”.

A missão no Sul será chefiada pelo agente voluntário da Defesa Civil, Waguinho Barroso, que seguiu com duas viaturas e oito homens, e pelo coordenador municipal Ricardo dos Santos, que ficará em São Sebastião. Segundo Santos, outra equipe com mais quatro homens segue nesta segunda-feira (6) para o Estado gaúcho. No total, são 12 agentes voluntários, três viaturas, três botes infláveis e equipamentos para salvatagem na água ou em altura que seguem para as cidades de Santa Cruz e Estrela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *