• A Vigilância Epidemiológica (Viep) de Ubatuba confirmou hoje (9) o primeiro caso de varíola dos macacos (monkeypox) no município. A doença foi diagnosticada em um munícipe da faixa etária de 20 a 29 anos, que buscou por atendimento em uma unidade de saúde no último dia 1º de agosto e fez o exame que comprovou o resultado.

    O paciente é morador de Ubatuba e tem histórico de viagem recente para outra cidade do Estado de São Paulo. Ele passou por avaliação médica, não precisou de internação e segue em isolamento domiciliar, com acompanhamento das equipes de saúde da cidade.

    Transmitida pelo vírus monkeypox, a doença é considerada uma zoonose viral, ou seja, quando o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais. O vírus monkeypox pertence a mesma família dos transmissores da varíola humana, erradicada na década de 1980, e que registrava sintomas mais letais.

    De acordo com especialistas, a varíola monkeypox é clinicamente menos grave, com período de incubação entre 6 e 13 dias, podendo variar ainda de 5 a 21 dias, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Além das erupções na pele, os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, calafrios, exaustão e gânglios inchados (ínguas).

    A transmissão se dá por contato próximo com as lesões de pele, por secreções respiratórias e compartilhamento de objetos usados por uma pessoa que está infectada. O contato sexual contribui para a transmissão por envolver as principais formas de contágio.

    A Secretaria de Saúde ressalta que em caso de suspeita da doença, a pessoa deve procurar pela unidade de saúde mais próxima da sua residência.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.